A importância da suplementação no pós-operatório

29/nov

Fazer uma operação pode vir de um desejo ou de uma necessidade. Mas, independente do caso, o corpo sempre passa por um período de adaptação às mudanças que ocorrem após a realização da cirurgia.

As medicações prescritas pelos médicos para a recuperação são imprescindíveis, mas um grande aliado para que o pós-operatório seja pleno é o consumo de nutrientes. Você pode ingeri-los não somente por meio da alimentação, como também da suplementação, focando em algumas substâncias mais específicas.

Alguns dos nutrientes mais importantes são: antioxidantes, colágeno, proteínas, ômega 3, arginina e carnitina.

 

Proteína e Carnitina


As proteínas e a carnitina são facilmente encontradas em carnes e laticínios - e auxiliam, respectivamente, nos processos de cicatrização e de recuperação e resistência musculares.

 

Ômega 3


O ômega 3 é indicado para prevenir inflamações e é muito encontrado na gordura de peixes.

 

Antioxidantes


No caso dos antioxidantes, incluem vitaminas A e E, e são encontrados em alimentos como frango, carne vermelha, no grão de soja, pistache, brócolis e espinafre.

 

Arginina e Colágeno


Já o aminoácido arginina e a proteína colágeno são diretamente relacionados, pois um é responsável pela geração do outro no nosso corpo. A arginina também melhora o fluxo sanguíneo e a distribuição dos demais nutrientes pelos sistemas, enquanto o colágeno colabora com a reconstrução e firmeza dos tecidos humanos.

 

Substâncias como essas podem ser encontradas nos alimentos mas, por vezes, para melhorar o processo recuperativo, suplementos são igualmente indicados. Assim, esse esforço colaborativo torna a recuperação mais eficiente e faz com que o corpo não perca tanta massa muscular. Pensando em agregar vários desses nutrientes, Extima é um suplemento com colágeno, BCAA, vitamina D, magnésio e antioxidantes - ou seja, ideal para a manutenção da massa, força e funcionamento musculares. Então não deixe de levar em consideração a importância de uma boa ingestão de nutrientes caso você se submeta a uma cirurgia!

 
Referência: Revista News